Como saber quanto tempo eu tenho de contribuição ao INSS?


Veja como saber quanto tempo você tem de benefício INSS.

Com a correria do dia a dia e o mundo do trabalho agitado, postos sendo preenchidos ou erradicados em questão de poucos meses ou anos, seja pela renovação tecnológica que alavanca ou destrói velhas profissões, seja pela característica volúvel das gerações ascendentes, muitos se esquecem ou se confundem sobre a quantidade de anos que já contribuiu para a previdência. E a dúvida surge: quanto tempo falta para me aposentar, mesmo? Ou quantos anos eu já contribuir?

 Como faço para saber quanto tempo eu tenho de contribuição INSS?

Eu preciso fazer esse cálculo manualmente? Precisa reunir todas as minhas carteiras de trabalho? Tenho que me dirigir a algum posto INSS e tomar um chá de cadeira?

Tire essas dúvidas a seguir sobre como saber o tempo de contribuição para o benefício INSS.

Os simuladores

Felizmente não é preciso gastar precioso tempo reunindo papelada, fazendo cálculos mentais ou aguardando a sua senha ser chamada em um painel eletrônico moroso para descobrir quanto tempo já contribuiu para o INSS.

Isto porque existe uma solução digital, online, uma ferramenta de cálculo gratuita disponível no site do Instituto Nacional do Seguro Social, o vulgo INSS.

O procedimento para acessar a calculadora online é simples, basta entrar no cadastro do Portal do INSS, caso não tenha será preciso fazê-lo (nada muito complexo. Solicita-se apenas os dados pessoais básico e um email de cadastro).

Depois de acessado o seu perfil no portal, terá a disposição todas as ferramentas existentes na página, incluindo a calculadora por tempo de contribuição.

Se dirija ao canto esquerdo da página, no o menu “Serviços” e clique na opção “Simulações”.
Há duas calculadoras para descobrir o tempo de contribuição INSS: a simulação automática e a simulação manual.

Simulador automático

Nesse tópico discorremos sobre a automática, falaremos da manual a seguir.

Na simulação automática você precisará informar o seu número de CPF/CIC ou PIS. Todos os registros em carteira ou cadastro de contribuições de autônomos necessitam desses documentos para que tais registros possam ser considerados válidos, legais, pois é por meio deles que se registra informações consideradas importantes para os órgãos público sobre os cidadãos, inclusive o tempo de contribuição para a previdência.

Ou seja, o CPF/CIC/PIS são usados como uma espécie de bancos de dados de cada cidadão onde se computada cada contribuição dos trabalhadores ao longo de toda a carreira profissional, independente se mudar de serviço, empresa, por mais de uma vez.

Colocando os dados necessários, a calculadora expõe a informação que se deseja.

O simulador manual

Porém pode haver situações em que exista uma falha de cadastro, tudo que dependa da mão do homem está sujeito a isso, e você perceba ao conferir o resultado do simulador automático que o número não bate com a sua estimativa de tempo de contribuição de INSS. Ao conferir os dados apresentados, constata que falta o período que trabalhou para determinada empresa, na condição de empregado registrado.

O que fazer nessa situação?

É onde entra o simulador manual que permite que você possa incluir os registros que não constam no sistema. Naturalmente, para a inclusão ser bem sucedida será preciso informar os principais dados da instituição para qual trabalhou, como Razão Social, CNPJ, etc. Informações que se encontram na sua carteira ou contrato de trabalho.

Considerações finais

Para saber quanto tempo você tem de benefício INSS não é preciso se dirigir a um posto da instituição ou fazer cálculos manualmente. Há simuladores online disponibilizados pelo próprio Instituto Nacional do Seguro Social. Basta fazer ou acessar um cadastro no portal e ter acesso ao recurso.

Há dois tipos de simuladores: o automático e o manual. O automático apresenta a somatória de todos os anos que trabalhou contribuindo para previdência, mesmo se em diferentes empresas ou funções. O manual é para os casos em que há falha ou não inclusão de período trabalhado onde o trabalhador poderá fazer a inclusão manualmente.

E se você está prestes a se aposentar, já conferiu todos os direitos que lhe serão assegurados em breve? Pode apostar que não tem conhecimento de todos e irá se surpreender positivamente com a leitura de O que é empréstimo consignado?

Gostou do conteúdo? Curta, compartilhe, opine. Aproveite o espaço. Sua opinião é muito importante para nós.




Comentários